[Notícias][6]

Conversa Franca: ACESSIBILIDADE E MOBILIDADE URBANA

A imagem pode conter: 1 pessoa, close-upUm relato sobre os assuntos de relevância, para a nossa comunidade.
O intuito da conversa franca é tentar trazer assuntos de importância para serem apresentados para a nossa comunidade. E desta vez irei apresentar de maneira clara e rápida, a importância que é ter; um sistema de acessibilidade e mobilidade urbana. Inteligente e com soluções simples e práticas a serem apresentados em meio a nossa cidade. Para a nossa comunidade em geral.
Muito bem pessoal, hoje gostaria de conversar com cada um de vocês sobre a importância da “mobilidade e acessibilidade urbana” nas nossas cidades.

Hoje, a nossa compreensão sobre o tema é mais ampla do que era no começo do século. Mas ainda não tão abrangente quanto deveria chegar a ser.
No passado, a noção de mobilidade era estreitamente ligada ao automóvel, ao carro. Hoje, como resultado, os moradores na sua grande maioria, das cidades brasileiras lidam diariamente com congestionamentos insuportáveis, que causam perda estimada de tempo e qualidade de vida, sem falar também com o direto de pessoas com necessidades especiais de poderem no exercício da sua liberdade em serem muitas vezes vedadas de se locomoverem, por falta de serviços disponibilizados a esses cidadãos.
É importante notar, que a nossa necessidade de mobilidade, é de transporte. De locomoção, tanto individual como coletivas.
- Não importa o modo. Provém de outras necessidades básicas: educação (escola); dinheiro (trabalho); comida (mercado); saúde (hospital). Se se pensa na melhor maneira de atender a essas necessidades, percebe-se que a opção de mobilidade individual, o carro, é apenas uma resposta, e a resposta menos eficiente; Para atender a essa demanda.
Também podemos investir em infraestrutura de pedestres, com: ciclo vias, e sistemas mais eficazes e adequados de transportes rodoviários “ônibus”. Ao mesmo tempo, podemos desenvolver cidades mais acessíveis, onde a maior parte dos serviços esteja próximo às moradias e haja opções de transporte não-motorizado para nos locomovermos.
Como eu costumo falar: a acessibilidade e mobilidade urbana, começa na “calçada” de sua casa, no centro urbano da cidade onde você mora. Com uma área de locomoção mais baixa e nivelada, facilitando pessoas com algum tipo de necessidade de locomoção, uma facilidade maior de parti ao ponto de chegada do seu trajeto esperado. Assim também facilitando cidadãos de necessidades especiais com deficientes visuais, cidadãos da melhor idade, com uma facilidade e maior segurança para a sua locomoção, diminuição de pequenos acidentes de crianças se machucarem, devido a pequenas quedas. Assim também a importância de ruas pavimentadas e estruturadas sem buracos ou falta de manutenção de suas estruturas físicas, ou suas vias de acessos; Revitalização e recuperação de estradas nos perímetros urbanos, assim como as estradas vicinais do nosso município. (Que trazem os moradores rurais ao centro urbano da nossa cidade)
São com esses princípios básicos de mobilidade e acessibilidade urbana, simples porem básicos e necessários no nosso dia a dia. Que se melhoram a qualidade de locomoção de cidades pequenas como a nossa.
-E isso pessoal, espero que tenha servido de inspiração essas ideias simples, mas porem objetivas. Que tem como maior objetivo, tentar ajudar ou auxiliar moradores assim como eu: Que ama a sua cidade e espera o melhor para todos os seus munícipes.

Marcos Alexandre

www.blogclaudiooliveira.com

Aqui você fica bem informado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

FAÇA UMA PESQUISA NO BLOGUE