[Notícias][6]

"JUSTIÇA"
"PREFEITÁVEL"
"Religião e Política"
´Polícia
2014
Ação Social
acidente
Advogado(s)
AGENDA DE HENRIQUE ALVES
AGENDA DOS CANDIDATOS
Agricultura
ANIVERSARIANTE DO DIA
Apodí
Aposentados
Aposentados...
Artísta
Artístas
Assalto(s)
Assu
Ator
Atriz
Bancos
Bancos/Financeiras
BELEZAS
BLO
Blogueiro
BRASIL
Brasília
Câmara dos Deputados
Câmara e Senado
CAMARA FEDERAL
CÂMARA FEDERAL
CÂMARA FEDERAL/SENADO FEDERAL
Câmara Municipal
CAMPANHA
Cantor
Cantora
cantores
Caraúbas
Carnaval
Celebridades
Chuva
Cidades
Ciência
Comunicação
Comunicado
Concurso Público
Congresso
Consumidor
CONVITE
COPA DO MUNDO/2014
Correios
CORRUPÇÃO
COTIDIANO
crime
Cultura
Curiosidades
Cursos
DADOS
Datas Comemorativas
Debate ao Governo
Debate Presidencial
Defesa Civil
DENÚNCIA
DEPUTADA FEDERAL
Deputado
Deputados Estaduais do RN
Dia a dia...
Dicas
Dilma
Drogas
Economia
Econômia
educação
Educadores
Eleições
Eleições 2014
Eleições 2014/RN
Eleições 2016
Eleições Municipais 2016
Eleições Municipais Segundo Turno
Eleições Presidencial
Eleições Suplementares
Emenda Parlamentar
Emprego
ENQUETE
Ensaio
Esporte
Estatísticas
Evento
EVENTOS
EX DEPUTADO
Ex governador
Ex Ministro
Ex Prefeito(a)
Ex presidente
Facebook
Famosos
Felipe Guerra
Feriados
FESTAS
Forró
Futebol
Gerais no RN
Governador
Governador do RN
Governadores
Governo
Governo do RN
Governo Federal
Greve
Henrique Alves
Humor
Humoristas
Impeachment
Incendio
Incêndio
Industria
Internet
Investigação
IPVA
itaú
ITAÚ/RN
Jogadores
Juiz(a)
JUS
Justiça
JUSTIÇA ELEITORAL
Leilão
Leis
LEVANTAMENTO
LEVANTAMENTO...
LGBT
LIGEIRINHAS...
Loteria
Martins
Médico
MENSALÃO
Ministro
Ministros
MMN
Mossoró
MP/RN
MPF
MPF/RN
MULTINÍVEL-MMN
Mundo
Mundo Animal
Natal
Natureza!
Nordeste
Nota de Esclarecimento.
Nota de Repúdio
Palestra
PATU
Pau dos ferros
Pesquisa
PIS/PASEP
Poder
Poder Legislativo Municipal
POL ROD ESTADUAL DO RN
POL TECNICA
POLICIA
polícia
POLICIA AMBIENTAL
POLÍCIA AMBIENTAL
Polícia Civil
Polícia Federal
Polícia Militar
POLICIA MILITAR DO RN
POLÍCIA ROD FEDERAL
POLÍCIAS
POLITICA
política
política do RN
Políticos
Políticos do rn
PREFEITÁVEIS
Prefeito
Prefeito(a)
Prefeitos
Prefeitura
Prefeituras
Presidenta
Presidente
Presidente da República
Presidente da República do Brasil
PRESIDENTE TEMER
Presídio
PRF
Processo Seletivo
Protesto
Protestos
Protestos...
PUBLICIDADES
Redes Sociais
Religião
Revista
Riacho da Cruz
Rodolfo Fernandes
Rosalba Ciarlini
Salário
Saúde
Saúde Pública
Seca
Secretário de Saúde
Secretário(a) de SPRN
Segurança Pública
Segurança Pública RN
Senado Federal
Senador
Senador(a)
Servidores do estado do RN
Servidores Federais
Servidores municipais
Severiano Melo
SOCIAL
STF
Taboleiro Grande
Tecnologia
Televisão
Trabalhador
Tragédia
Umarizal
vereador(a)
VEREADORES
Vestibular
Vice governador
Vice Presidente da República do Brasil
Vice-Prefeito(a)
VÍDEO
Violência

OAS pagou propina a Alves via conta de Temer, diz MPF Informação consta em pedido de prisão preventiva contra ex-ministro do Turismo. Repasse teria sido de 500.000 reais por meio de caixa 1


O ex-ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves é preso no apartamento onde mora, no bairro de Areia Preta, Zona Leste de Natal (RN), durante operação da Polícia Federal - 06/06/2017 (Frankie Marcone/Futura Press/Folhapress)
A Procuradoria do Rio Grande do Norte afirmou que o ex-ministro Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) recebeu “valores ilícitos” da empreiteira OAS por meio da conta do então vice-presidente Michel Temer durante a eleição de 2014. A informação foi usada pelo Ministério Público Federal (MPF) para pedir a prisão preventiva de Alves, que foi cumprida nesta quarta-feira na Operação Manus, dada a sua proximidade com o agora presidente da República.A procuradoria incluiu nos autos a triangulação do repasse de 500.000 reais, que foi feito via caixa 1. Pelos extratos da prestação de contas, o valor caiu na conta de Temer tendo como doador a OAS SA, em 11 de setembro de 2014. No mesmo dia, a soma foi transferida para o diretório estadual do PMDB do Rio Grande do Norte — naquele ano, Alves que já foi presidente da Câmara e deputado por onze mandatos disputou o governo, mas perdeu.


Trecho do pedido de prisão contra Henrique Eduardo Alves (MPF/Reprodução)

Alves foi preso sob suspeita de receber pelo menos 7,5 milhões de reais de propina para favorecer empreiteiras, entre elas a OAS e Odebrecht. Uma das obras investigadas seria a da Arena das Dunas, que foi erguida para sediar jogos da Copa do Mundo em 2014.

No mesmo pedido, a procuradoria diz que, mesmo depois de ter renunciado ao cargo de ministro do Turismo, Alves continua a “exercer intensa atividade política em âmbito nacional”. Como argumento, o MPF citou viagens “constantes” com “periodicidade semanal” de Natal a Brasília de junho de 2016 a abril de 2017.

“O quadro se mostra mais preocupante se considerado que, exatamente em 2016, até os dias de hoje, o partido político de Henrique Eduardo Lyra Alves, o PMDB, assumiu a Presidência da República, (…). O vice-presidente Michel Temer, correligionário de Eduardo Henrique Lyra Alves, assumiu o poder, sendo concretamente provável que o ora investigado se dirija a Brasília exatamente para com ele estabelecer articulações da mais diversa ordem”, escreveu o procurador Rodrigo Telles de Souza.

Alves também foi ministro do Turismo no governo Dilma Rousseff e chegou a ser mantido por Temer no posto no período de afastamento provisório do impeachment. Pediu demissão depois de ser sido citado na delação do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, cujo trecho também foi anexado ao pedido de prisão.

Procurada, a assessoria do Planalto informou que quem daria um posicionamento seria o diretório nacional do PMDB. A reportagem tentou contatar o partido, que não foi localizado. O mesmo ocorreu com a defesa do ex-ministro.

Do Agora RN

www.blogclaudiooliveira.com

Aqui você fica bem informado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

FAÇA UMA PESQUISA NO BLOGUE