[Notícias][6]

Empresário mossoroense pagou R$ 515 mil a desembargador federal para ser solto na Operação Salt

Edvaldo FagundesDocumentos do Ministério Público Federal do Rio Grande do Norte mostram que o empresário mossoroense Edvaldo Fagundes pagou R$ 515.735 ao desembargador Francisco Barros Dias, preso essa semana, logo após receber liminar de soltura na Operação Salt, que investigou sonegação de impostos, conforme divulgado na imprensa. O pagamento foi comprovado após quebra do sigilo fiscal. Segundo o MPF, Barros Filho atuou na Operação Salt, primeiro como Corregedor-Geral do Tribunal Regional Federal, ao conceder vistas de interceptação telefônica em andamento; em um segundo momento como desembargador federal, para influenciar a favor do habeas corpus para liberar presos nessa operação.

www.blogclaudiooliveira.com

Aqui você fica bem informado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

FAÇA UMA PESQUISA NO BLOGUE