[Notícias][6]

Prefeitos da PB cortam dos próprios salários e demitem funcionários para equilibrar despesas

Resultado de imagem para corte de despesasAs quedas constantes nos repasses do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e nas arrecadações locais têm levado prefeitos paraibanos a adotarem medidas drásticas para garantir o pagamento do 13º salário dos servidores e também para evitar serem pegos na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Exonerações e corte de até 50% dos salários dos cargos de primeiro escalão são algumas das ações adotadas.

No município de Juru, no Sertão paraibano, o prefeito Luiz Galvão (PSB) está discutindo com a equipe econômica a possibilidade de exoneração de todos os servidores que possuem cargos comissionados e contratados nos meses de novembro, dezembro e janeiro. Também está sendo estudada a redução dos salários do prefeito, vice e dos secretários municipais em 50%, por tempo indeterminado.

“Estamos trabalhando no limite para manter o município e os programas sociais funcionando. Nós temos aqui cinco PSFs recebendo um FPM 0,6 quando deveríamos receber um 0,8. As quedas nas receitas têm afetado diretamente as administrações e infelizmente nos sentimos de mãos atadas”, desabafou Luiz Galvão.

De acordo com o prefeito de Juru, mesmo com todas as medidas que serão adotadas, a folha do 13º salário será paga graças a uma medida adotada desde o ano passado. “Decidimos pagar 50% do décimo já no dia do aniversário de cada servidor. Assim, em dezembro temos uma folha extra reduzida”, explicou.

Portal Correio

www.blogclaudiooliveira.com

Aqui você fica bem informado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

FAÇA UMA PESQUISA NO BLOGUE