[Notícias][6]

Em, Mossoró/RN: Esgoto a céu aberto em escola continua prejudicando alunos e professores

Crédito da foto: CedidaO problema é recorrente e vem desde o início do ano
Alunos e professores da Escola Estadual Manoel Justiniano de Melo, no bairro Belo Horizonte, estão revoltados com lama e sujeira que continua em frente ao estabelecimento educacional. Em setembro último, o JORNAL DE FATO, publicou uma matéria relatando o problema.

Segundo Marquidones Valamira Fernandes, parente de um funcionário da escola, o problema é recorrente e vem desde o início do ano. Ele explica que há um empurra-empurra da Prefeitura e do Governo do Estado quanto a limpeza do local.

“A direção da escola já enviou vários ofícios e memorandos relatando o problema. Só que fica a Direc e a Prefeitura no jogo de empurra-empurra, quanto a responsabilidade de limpar a frente da escola. Quanto isso, os alunos e professores ficam nessa situação”, disse Marquidones que relata a insatisfação dos estudantes e funcionários.

“A situação está insuportável. Foca lá aquela imundície e quem sofre são os alunos e professores. Eles não aguentam mais. O problema vem desde o início do ano e alguns estudantes e professores já caíram no local devido ao problema existente lá”, disse.

Os alunos e professores são incomodados com a presença dos mosquitos e do mau cheiro forte que vem do esgoto e pode provocar várias doenças, como dores de cabeça, musculares, febres, bem como enfermidades mais graves, como leptospirose e hepatite A.

Marquidones ainda informou ao DE FATO que os alunos não querem mais se matricular na escola por conta da situação. “Os alunos não querem mais renovar a matrícula na escola por conta da lama e da sujeira que se encontra o local. Os novatos também não querem passar por essa situação”. Ele teme por um período chuvoso na cidade. “Vem agora o inverno e a situação vai piorar com certeza. A lama já está no muro”, lamenta.

A assessora da direção da Direc, Joana Torres, confirmou o problema existente na escola, mas disse que, por se tratar do lado de fora do colégio, a limpeza é de total responsabilidade da Prefeitura.

“Só quem pode resolver isso é a prefeitura. O governo não pode fazer esse serviço porque é uma jurisdição da PMM. Como é na rua essa é uma questão da Prefeitura”, informou.

A escola tem, atualmente, cerca de 500 alunos matriculados, além de 63 funcionários.






Via: Jornal De Fato

www.blogclaudiooliveira.com

O seu portal de notícias!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

FAÇA UMA PESQUISA NO BLOGUE