[Notícias][6]

"JUSTIÇA"
"PREFEITÁVEL"
"Religião e Política"
´Polícia
2014
Ação Social
acidente
Advogado(s)
AGENDA DE HENRIQUE ALVES
AGENDA DOS CANDIDATOS
Agricultura
ANIVERSARIANTE DO DIA
Apodí
Aposentados
Aposentados...
Artísta
Artístas
Assalto(s)
Assu
Ator
Atriz
Bancos
Bancos/Financeiras
BELEZAS
BLO
Blogueiro
BRASIL
Brasília
Câmara dos Deputados
Câmara e Senado
CAMARA FEDERAL
CÂMARA FEDERAL
CÂMARA FEDERAL/SENADO FEDERAL
Câmara Municipal
CAMPANHA
Cantor
Cantora
cantores
Caraúbas
Carnaval
Celebridades
Chuva
Cidades
Ciência
Comunicação
Comunicado
Concurso Público
Congresso
Consumidor
CONVITE
COPA DO MUNDO/2014
Correios
CORRUPÇÃO
COTIDIANO
crime
Cultura
Curiosidades
Cursos
DADOS
Datas Comemorativas
Debate ao Governo
Debate Presidencial
Defesa Civil
DENÚNCIA
DEPUTADA FEDERAL
Deputado
Deputados Estaduais do RN
Dia a dia...
Dicas
Dilma
Drogas
Economia
Econômia
educação
Educadores
Eleições
Eleições 2014
Eleições 2014/RN
Eleições 2016
Eleições Municipais 2016
Eleições Municipais Segundo Turno
Eleições Presidencial
Eleições Suplementares
Emenda Parlamentar
Emprego
ENQUETE
Ensaio
Esporte
Estatísticas
Evento
EVENTOS
EX DEPUTADO
Ex governador
Ex Ministro
Ex Prefeito(a)
Ex presidente
Facebook
Famosos
Felipe Guerra
Feriados
FESTAS
Forró
Futebol
Gerais no RN
Governador
Governador do RN
Governadores
Governo
Governo do RN
Governo Federal
Greve
Henrique Alves
Humor
Humoristas
Impeachment
Incendio
Incêndio
Industria
Internet
Investigação
IPVA
itaú
ITAÚ/RN
Jogadores
Juiz(a)
JUS
Justiça
JUSTIÇA ELEITORAL
Leilão
Leis
LEVANTAMENTO
LEVANTAMENTO...
LGBT
LIGEIRINHAS...
Loteria
Martins
Médico
MENSALÃO
Ministro
Ministros
MMN
Mossoró
MP/RN
MPF
MPF/RN
MULTINÍVEL-MMN
Mundo
Mundo Animal
Natal
Natureza!
Nordeste
Nota de Esclarecimento.
Nota de Repúdio
Palestra
PATU
Pau dos ferros
Pesquisa
PIS/PASEP
Poder
Poder Legislativo Municipal
POL ROD ESTADUAL DO RN
POL TECNICA
POLICIA
polícia
POLICIA AMBIENTAL
POLÍCIA AMBIENTAL
Polícia Civil
Polícia Federal
Polícia Militar
POLICIA MILITAR DO RN
POLÍCIA ROD FEDERAL
POLÍCIAS
POLITICA
política
política do RN
Políticos
Políticos do rn
PREFEITÁVEIS
Prefeito
Prefeito(a)
Prefeitos
Prefeitura
Prefeituras
Presidenta
Presidente
Presidente da República
Presidente da República do Brasil
PRESIDENTE TEMER
Presídio
PRF
Processo Seletivo
Protesto
Protestos
Protestos...
PUBLICIDADES
Redes Sociais
Religião
Revista
Riacho da Cruz
Rodolfo Fernandes
Rosalba Ciarlini
Salário
Saúde
Saúde Pública
Seca
Secretário de Saúde
Secretário(a) de SPRN
Segurança Pública
Segurança Pública RN
Senado Federal
Senador
Senador(a)
Servidores do estado do RN
Servidores Federais
Servidores municipais
Severiano Melo
SOCIAL
STF
Taboleiro Grande
Tecnologia
Televisão
Trabalhador
Tragédia
Umarizal
vereador(a)
VEREADORES
Vestibular
Vice governador
Vice Presidente da República do Brasil
Vice-Prefeito(a)
VÍDEO
Violência

‘O PSDB já não é um partido sério desde Fernando Henrique’, diz Ciro Gomes

Reuters
Ele respondia a uma pergunta a respeito da crise interna do partidoPor Redação

Ciro Gomes foi filiado de primeira hora do PSDB -em 1990, dois anos depois da fundação do partido, ele se elegeu governador do Ceará pela legenda. Nesta segunda (13), após uma palestra em São Paulo, o hoje pré-candidato à presidência pelo PDT criticou o partido, rival em potencial nas eleições de 2018.

“O PSDB já não é mais um partido sério desde o [governo] Fernando Henrique”, comentou, após participar de um debate na FAAP (Fundação Armando Álvares Penteado), em São Paulo.

Ele respondia a uma pergunta a respeito da crise interna do PSDB, que se divide em relação ao apoio a Michel Temer.

Na semana passada, as tensões no tucanato se acirraram quando Aécio Neves afastou Tasso Jereissati -antigo aliado de Ciro no Ceará- da presidência interina da legenda e nomeou o paulista Alberto Goldman.

“Isso aí é só um desdobramento da corrupção que o Fernando Henrique impôs à estrutura do PSDB”, afirmou o pedetista, em crítica à aliança do ex-presidente tucano com lideranças do PMDB em seu governo (1995-2002).

“Renan Calheiros foi ministro da Justiça do Brasil, minha filha. Ninguém se lembra disso -eu não esqueço. Foi comandante em chefe da Polícia Federal. O Eliseu Quadrilha [em alusão a Eliseu Padilha, atual ministro-chefe da Casa Civil] era ministro dos Transportes.”

Segundo o pedetista, “quem não quer ver isso é o Tasso, que vota pela absolvição do Aécio num dia e, no dia seguinte, pede a renúncia. Estão pensando que estão enganando a quem?”.

ALIANÇAS

Trabalhando na costura de apoios para sua candidatura, Ciro tem repetido que se negará a tratar de alianças políticas com o PMDB: “É necessário, inadiável”.

O pedetista contou que busca alianças em um “arco de esquerda democrática”, com a participação de políticos de centro.

“Neste momento, nem eu nem ninguém tem a capacidade de responder a essa pergunta [quem serão seus aliados].”

Ele comparou a pré-corrida presidencial a um treino de Fórmula 1, em que “cada carro está fazendo seu trecho sozinho, para conhecer o circuito” e, assim, conseguir “obter um bom lugar no grid de largada”.

No entanto, o ex-governador do Ceará conta que tem conversado formalmente com PSB, PC do B e PT -em 2018, poderá dividir palanques com Lula em ao menos três Estados (Piauí, Ceará e Bahia).

Ciro falou a estudantes e professores da FAAP acompanhado pelo filósofo Luiz Felipe Pondé, professor da instituição e colunista da Folha de S.Paulo, e pelo fotógrafo J.R. Duran, que lançava na ocasião a 10º edição de sua “Revista Nacional”.

Pondé, durante a palestra, afirmou que enxerga no Brasil uma polarização eleitoral entre o populismo de esquerda, representado pelo ex-presidente Lula, e o populismo de direita, simbolizado pela possível candidatura do deputado federal Jair Bolsonaro. Para o filósofo, há um vácuo de opções no centro, que “vive se bicando”.

“Eu não sou de centro. Essa percepção paulista de que haveria um lugar que adjetivamente se chama de centro para proteger a gente de um populismo de esquerda, que é o Lula -se o Lula for de esquerda, eu sou um perigoso comunista”, disse Ciro à reportagem.

Ele critica a política econômica do ex-presidente petista, segundo ele, igual à adotada por FHC. Ciro defende um pacto de reindustrialização, redução das taxas de juros e a tributação de heranças.

Ainda sobre a polarização discutida por Pondé, o pedetista afirma ver uma “riqueza no processo brasileiro”, listando possíveis presidenciáveis: “Numa hora dessa, você tem eu, a Marina [Silva], o Alckmin, o Doria, o menu aqui tem para todo gosto. A Manuela D’Ávila”.

MAIS PRESIDENCIAL

No auditório da FAAP, o ex-governador disse, em inglês, que “precisa ser mais presidencial a partir de agora”, frase que tem repetido em suas aparições.

O que ela significa? “Quer dizer que eu tô virando de cientista político, de um acadêmico e de um militante a quem se deve pedir um livre pensar para um candidato que não fala por si, fala por uma corrente de opinião, por um partido partido”, disse.

“E isso não muda. Não é outra cara. Apenas eu não posso mais ser estritamente aquilo que um acadêmico como eu pode ser, que fala o que quer, o que pensa, pouco importando se tem efeitos eleitorais.”

A reportagem comenta que Ciro é conhecido entre seus pares por falar o que pensa e por ser explosivo. “Então estamos pedindo que o político fale o que não pensa: ou seja, que fale a mentira. E isso não vai acontecer comigo, não dá.”

Significa que tentará se controlar? “Nunca deixei de me controlar. Me diga qual foi a coisa que falei por descontrole.”

Ele afirma que a Folha de S.Paulo vem “repetidamente fraudando” uma declaração sua a respeito de Marina Silva e que o jornal “replicou uma informação de uma repórter do Estadão que não entendeu nada do que ouviu”.

Após um evento com empresários da indústria no Rio, Ciro afirmou: “Não vejo ela [Marina] com energia, e o momento é muito de testosterona. Não elogio isso. É mau para o Brasil, mas é um momento muito agressivo e ela tem uma psicologia avessa a isso. Não sei, eu tô achando que ela não é candidata.”

Nesta segunda (13), disse que, nesse episódio, censurava a agressividade do momento e elogiava Marina.

“Eu não disse que o momento é de testosterona. Eu censuro o excesso de agressividade, de ódio, de testosterona -que, nesse sentido, obviamente, para quem não está de má fé, querendo difamar, como é o caso da Folha neste assunto, é uma coisa que não falei nada errado. Não tem nada de descontrole”, comentou.

Fonte: Com informações da Folhapress
Via: Agora RN

www.blogclaudiooliveira.com

Aqui você fica bem informado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

FAÇA UMA PESQUISA NO BLOGUE