[Notícias][6]

Premiação da CBF motiva clubes na reta final do Brasileirão Luta para chegar à frente na tabela pode valer alguns milhões de reais a mais na conta das 16 equipes que permanecerão na primeira divisão

Time do Palmeiras comemora título do Campeonato Brasileiro no estádio Allianz ParqueSegundo colocado, Palmeiras busca o bi e o prêmio de 18 milhões de reais (Felipe Cotrim/VEJA.com)
Disputa pelo título, vaga na Copa Libertadores e luta contra o rebaixamento não são os únicos motivos para os clubes se dedicarem na reta final do Campeonato Brasileiro. Há relevantes atrativos financeiros: uma posição acima ou abaixo na tabela de classificação pode fazer diferença na premiação dada pela CBF aos 16 times que permanecerão na Série A.

O campeão vai embolsar 18 milhões de reais da entidade. O vice ficará com 11,3 milhões de reais e o terceiro com 7,7 milhões de reais.A variação no valor de acordo com a classificação final faz com que times que estariam sem grandes aspirações nesta parte da disputa, como o Cruzeiro e outros, tenham motivo para se dedicar às últimas rodadas.

A equipe do técnico Mano Menezes é a campeã da Copa do Brasil. Com isso, possui vaga para a Libertadores de 2018. Mesmo assim, quer subir na tabela de classificação. Com 11 pontos atrás do líder Corinthians, a chance de brigar pelo título e de ser rebaixado é remota. Em quinto lugar após 31 jogos, o clube mineiro está ganhando 4 milhões de reais.

Se ficar em quarto, o valor aumenta para 5,6 milhões de reais. Mas se cair para a sexta posição, a quantia ficará em 2,8 milhões. “A gente sabe que as últimas rodadas têm importância pela questão financeira. Vamos em busca do melhor para o clube”, disse Mano Menezes.

Comparação com Europa

A premiação do Brasileirão sofreu considerável aumento desde 2016, quando a CBF firmou novo acordo de transmissão de TV. Em 2015, por exemplo, o valor total de prêmios era de 35,8 milhões de reais. No ano seguinte, a cifra saltou para 60 milhões. E neste ano é de 63,78 milhões de reais.

O aumento faz com que o Brasileirão se torne mais interessante, sob o ponto de vista financeiro, do que a Copa Sul-Americana. O torneio continental pagará ao campeão, no máximo, 12 milhões de reais. O Campeonato Brasileiro, porém, ainda está distante da Libertadores, que paga 24 milhões de reais ao campeão.

A diferença é gigantesca quando comparada com a Europa. O vencedor da Liga dos Campeões receberá até 59,2 milhões de euros (225,3 milhões de reais), dependendo da fase em que ele entrou na competição. O Chelsea, atual campeão inglês, ganhou 168,2 milhões de reais pelo título, mais 206,8 milhões de reais com o novo acordo de TV. No total, a equipe de Londres ficou com 375 milhões por ter ficado com a taça nacional.

Da VEJA

www.blogclaudiooliveira.com

O seu portal de notícias!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

FAÇA UMA PESQUISA NO BLOGUE