[Notícias][6]

"JUSTIÇA"
"PREFEITÁVEL"
"Religião e Política"
´Polícia
2014
Ação Social
acidente
Advogado(s)
AGENDA DE HENRIQUE ALVES
AGENDA DOS CANDIDATOS
Agricultura
ANIVERSARIANTE DO DIA
Apodí
Aposentados
Aposentados...
Artísta
Artístas
Assalto(s)
Assu
Ator
Atriz
Bancos
Bancos/Financeiras
BELEZAS
BLO
Blogueiro
BRASIL
Brasília
Câmara dos Deputados
Câmara e Senado
CAMARA FEDERAL
CÂMARA FEDERAL
CÂMARA FEDERAL/SENADO FEDERAL
Câmara Municipal
CAMPANHA
Cantor
Cantora
cantores
Caraúbas
Carnaval
Celebridades
Chuva
Cidades
Ciência
Comunicação
Comunicado
Concurso Público
Congresso
Consumidor
CONVITE
COPA DO MUNDO/2014
Correios
CORRUPÇÃO
COTIDIANO
crime
Cultura
Curiosidades
Cursos
DADOS
Datas Comemorativas
Debate ao Governo
Debate Presidencial
Defesa Civil
DENÚNCIA
DEPUTADA FEDERAL
Deputado
Deputados Estaduais do RN
Dia a dia...
Dicas
Dilma
Drogas
Economia
Econômia
educação
Educadores
Eleições
Eleições 2014
Eleições 2014/RN
Eleições 2016
Eleições Municipais 2016
Eleições Municipais Segundo Turno
Eleições Presidencial
Eleições Suplementares
Emenda Parlamentar
Emprego
ENQUETE
Ensaio
Esporte
Estatísticas
Evento
EVENTOS
EX DEPUTADO
Ex governador
Ex Ministro
Ex Prefeito(a)
Ex presidente
Facebook
Famosos
Felipe Guerra
Feriados
FESTAS
Forró
Futebol
Gerais no RN
Governador
Governador do RN
Governadores
Governo
Governo do RN
Governo Federal
Greve
Henrique Alves
Humor
Humoristas
Impeachment
Incendio
Incêndio
Industria
Internet
Investigação
IPVA
itaú
ITAÚ/RN
Jogadores
Juiz(a)
JUS
Justiça
JUSTIÇA ELEITORAL
Leilão
Leis
LEVANTAMENTO
LEVANTAMENTO...
LGBT
LIGEIRINHAS...
Loteria
Martins
Médico
MENSALÃO
Ministro
Ministros
MMN
Mossoró
MP/RN
MPF
MPF/RN
MULTINÍVEL-MMN
Mundo
Mundo Animal
Natal
Natureza!
Nordeste
Nota de Esclarecimento.
Nota de Repúdio
Palestra
PATU
Pau dos ferros
Pesquisa
PIS/PASEP
Poder
Poder Legislativo Municipal
POL ROD ESTADUAL DO RN
POL TECNICA
POLICIA
polícia
POLICIA AMBIENTAL
POLÍCIA AMBIENTAL
Polícia Civil
Polícia Federal
Polícia Militar
POLICIA MILITAR DO RN
POLÍCIA ROD FEDERAL
POLÍCIAS
POLITICA
política
política do RN
Políticos
Políticos do rn
PREFEITÁVEIS
Prefeito
Prefeito(a)
Prefeitos
Prefeitura
Prefeituras
Presidenta
Presidente
Presidente da República
Presidente da República do Brasil
PRESIDENTE TEMER
Presídio
PRF
Processo Seletivo
Protesto
Protestos
Protestos...
PUBLICIDADES
Redes Sociais
Religião
Revista
Riacho da Cruz
Rodolfo Fernandes
Rosalba Ciarlini
Salário
Saúde
Saúde Pública
Seca
Secretário de Saúde
Secretário(a) de SPRN
Segurança Pública
Segurança Pública RN
Senado Federal
Senador
Senador(a)
Servidores do estado do RN
Servidores Federais
Servidores municipais
Severiano Melo
SOCIAL
STF
Taboleiro Grande
Tecnologia
Televisão
Trabalhador
Tragédia
Umarizal
vereador(a)
VEREADORES
Vestibular
Vice governador
Vice Presidente da República do Brasil
Vice-Prefeito(a)
VÍDEO
Violência

Rio Grande do Norte tem 403 mil pessoas que não sabem ler nem escrever, diz IBGE

14,7% dos potiguares não sabem ler e nem escrever, aponta o IBGE
De acordo com dados divulgados na última quinta-feira, 21, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 14,7% dos potiguares de 15 anos ou mais de idade não sabem ler ou escrever. O número de analfabetos no RN é de 403 mil.

A taxa verificada no estado fica atrás apenas de Pernambuco e Bahia. O primeiro apresenta taxa de 12,8%. Já o índice baiano é de 13% (são 1,5 milhão de analfabetos). O maior índice registrado no Nordeste é de Alagoas. O estado tem 19,4% de pessoas acima dos 15 anos que não sabem ler ou escrever.

O nível de instrução foi estimado para as pessoas de 25 anos ou mais de idade, pois pertencem a um grupo etário que já poderia ter concluído o seu processo regular de escolarização. No Rio Grande do Norte, 55,3% da população de 25 anos ou mais de idade estava concentrada nos níveis de instrução até o ensino fundamental completo ou equivalente; 24% tinham o ensino médio completo ou equivalente; e 12%, o superior completo.

Dentre os homens, 59,3% possuíam nível de instrução até o ensino fundamental completo, enquanto entre as mulheres essa proporção foi 51,8%. As mulheres apresentaram proporções maiores que as dos homens para os níveis de instrução mais elevados: 14,4% delas possuíam nível superior completo, enquanto 9,3% deles haviam alcançado esse nível.

Considerando a cor ou raça: enquanto 13,3% das pessoas brancas não tinham instrução, 17% das pessoas pretas ou pardas estavam nesse grupo. Situação inversa ocorreu no nível superior completo: 17% das pessoas brancas o possuíam, ao passo que entre as pretas ou pardas a proporção era de 9%.

No Rio Grande do Norte, 972 mil pessoas frequentavam escola ou creche. Entre as crianças de 0 a 3 anos a taxa de escolarização foi 54,9%, o equivalente a 148 mil estudantes, e entre as crianças de 4 e 5 anos, faixa correspondente à pré-escola, a taxa foi 96,1% de escolarização. Por fim, 32,2% dos jovens de 18 a 24 anos estavam frequentando escola, o equivalente a 126 mil estudantes, e, entre as pessoas de 25 anos ou mais de idade, a taxa de escolarização foi 4,3%, totalizando 94 mil estudantes.

Quanto a rede de ensino, 69,4% das crianças frequentam creches da rede pública, 77,5% das pessoas no ensino fundamental estão em escolas públicas, em relação ao ensino médio esse percentual sobe para 84,3%, a situação se inverte no ensino superior onde a maioria (56,5%) dos universitários frequenta universidade particular. Dentre os estudantes do estado com 15 anos ou mais de idade (377 mil pessoas), apenas 29% está ocupado (110 mil), esse percentual se mantém entre as mulheres, mas um pouco acima dentre os homens (30% dos homens estudam e trabalham).

O percentual potiguar é o dobro do verificado no Brasil. A taxa de analfabetismo no país foi de 7,2% em 2016 (o que correspondia a 11,8 milhões de analfabetos), variando de 14,8% no Nordeste a 3,6% no Sul. Para pessoas pretas ou pardas, essa taxa (9,9%) era mais que duas vezes a das brancas (4,2%).

Em média, as pessoas com 25 anos ou mais de idade tinham 7,2 anos de estudo no RN

Segundo o IBGE, o número médio de anos de estudo das pessoas de 25 anos ou mais de idade no Rio Grande do Norte foi de 7,2 anos. A taxa é a maior no Nordeste. No país, esse índice foi de 8,0 anos.

Nordeste e Norte ficaram abaixo da média nacional, com 6,7 anos e 7,4 anos respectivamente, enquanto que Sul (8,3 anos), Centro-Oeste (8,3 anos) e Sudeste (8,8 anos) ficaram acima. Para as mulheres foram 8,2 anos, e para homens 7,8 anos. Para as pessoas de cor branca, a média foi de 9,0 anos, e para preta ou parda, 7,1 anos.

De Fato

www.blogclaudiooliveira.com

Aqui você fica bem informado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

FAÇA UMA PESQUISA NO BLOGUE