[Notícias][6]

"JUSTIÇA"
"PREFEITÁVEL"
"Religião e Política"
´Polícia
2014
Ação Social
acidente
Advogado(s)
AGENDA DE HENRIQUE ALVES
AGENDA DOS CANDIDATOS
Agricultura
ANIVERSARIANTE DO DIA
Apodí
Aposentados
Aposentados...
Artísta
Artístas
Assalto(s)
Assu
Ator
Atriz
Bancos
Bancos/Financeiras
BELEZAS
BLO
Blogueiro
BRASIL
Brasília
Câmara dos Deputados
Câmara e Senado
CAMARA FEDERAL
CÂMARA FEDERAL
CÂMARA FEDERAL/SENADO FEDERAL
Câmara Municipal
CAMPANHA
Cantor
Cantora
cantores
Caraúbas
Carnaval
Celebridades
Chuva
Cidades
Ciência
Comunicação
Comunicado
Concurso Público
Congresso
Consumidor
CONVITE
COPA DO MUNDO/2014
Correios
CORRUPÇÃO
COTIDIANO
crime
Cultura
Curiosidades
Cursos
DADOS
Datas Comemorativas
Debate ao Governo
Debate Presidencial
Defesa Civil
DENÚNCIA
DEPUTADA FEDERAL
Deputado
Deputados Estaduais do RN
Dia a dia...
Dicas
Dilma
Drogas
Economia
Econômia
educação
Educadores
Eleições
Eleições 2014
Eleições 2014/RN
Eleições 2016
Eleições Municipais 2016
Eleições Municipais Segundo Turno
Eleições Presidencial
Eleições Suplementares
Emenda Parlamentar
Emprego
ENQUETE
Ensaio
Esporte
Estatísticas
Evento
EVENTOS
EX DEPUTADO
Ex governador
Ex Ministro
Ex Prefeito(a)
Ex presidente
Facebook
Famosos
Felipe Guerra
Feriados
FESTAS
Forró
Futebol
Gerais no RN
Governador
Governador do RN
Governadores
Governo
Governo do RN
Governo Federal
Greve
Henrique Alves
Humor
Humoristas
Impeachment
Incendio
Incêndio
Industria
Internet
Investigação
IPVA
itaú
ITAÚ/RN
Jogadores
Juiz(a)
JUS
Justiça
JUSTIÇA ELEITORAL
Leilão
Leis
LEVANTAMENTO
LEVANTAMENTO...
LGBT
LIGEIRINHAS...
Loteria
Martins
Médico
MENSALÃO
Ministro
Ministros
MMN
Mossoró
MP/RN
MPF
MPF/RN
MULTINÍVEL-MMN
Mundo
Mundo Animal
Natal
Natureza!
Nordeste
Nota de Esclarecimento.
Nota de Repúdio
Palestra
PATU
Pau dos ferros
Pesquisa
PIS/PASEP
Poder
Poder Legislativo Municipal
POL ROD ESTADUAL DO RN
POL TECNICA
POLICIA
polícia
POLICIA AMBIENTAL
POLÍCIA AMBIENTAL
Polícia Civil
Polícia Federal
Polícia Militar
POLICIA MILITAR DO RN
POLÍCIA ROD FEDERAL
POLÍCIAS
POLITICA
política
política do RN
Políticos
Políticos do rn
PREFEITÁVEIS
Prefeito
Prefeito(a)
Prefeitos
Prefeitura
Prefeituras
Presidenta
Presidente
Presidente da República
Presidente da República do Brasil
PRESIDENTE TEMER
Presídio
PRF
Processo Seletivo
Protesto
Protestos
Protestos...
PUBLICIDADES
Redes Sociais
Religião
Revista
Riacho da Cruz
Rodolfo Fernandes
Rosalba Ciarlini
Salário
Saúde
Saúde Pública
Seca
Secretário de Saúde
Secretário(a) de SPRN
Segurança Pública
Segurança Pública RN
Senado Federal
Senador
Senador(a)
Servidores do estado do RN
Servidores Federais
Servidores municipais
Severiano Melo
SOCIAL
STF
Taboleiro Grande
Tecnologia
Televisão
Trabalhador
Tragédia
Umarizal
vereador(a)
VEREADORES
Vestibular
Vice governador
Vice Presidente da República do Brasil
Vice-Prefeito(a)
VÍDEO
Violência

A criação de uma candidatura Auxiliares de Temer já articulam a reeleição, enquanto o presidente só pensa na reforma da Previdência, em defender o seu legado e, no mínimo, virar peça-chave da própria sucessão



Ao mesmo tempo em que cresce o número de pré-candidatos que se dizem comprometidos com a agenda de reformas e com a continuidade da política econômica do governo, uma tese ganha força no Palácio do Planalto: se é para dar sequência às iniciativas da atual gestão, é melhor não perder tempo com nomes de intermediários e apostar logo na reeleição do próprio Michel Temer. O tema é tratado evidentemente com reservas. Mas as articulações correm numa raia paralela à principal preocupação do governo agora, a aprovação da reforma da Previdência. Ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco reconhece que a reeleição não está fora dos planos, mas só será considerada após a votação das mudanças na Previdência, marcada para 19 de fevereiro. Mesmo assim, o marqueteiro Elsinho Mouco já trabalha a imagem do presidente.

O ministro da Secretaria de Comunicação Social, Márcio Freitas, atesta que o objetivo imediato de Temer é a aprovação da sonhada reforma. Até agora, diz Márcio, o presidente não deu sinais de que pretende se candidatar. Mas, se não fala em continuar no cargo, também não se manifestou em contrário.


Na opinião do experiente cientista político Antônio Lavareda, o governo buscar nomes alternativos ao de Michel Temer contraria a lógica do poder. “Na sucessão de um governo que pretende ter continuidade, o candidato natural é o incumbente”, afirma ele. Ou seja, um governo que insiste em ter candidato à sua sucessão deve investir, em primeiro lugar, na reeleição do presidente. O novo ministro da Secretaria do Governo, Carlos Marun, que não costuma medir palavras, concorda e já defendeu de público a reeleição: “A nossa primeira opção deve ser o presidente Temer. Se ele decidir concorrer é o candidato natural do PMDB”.

“Nossa primeira opção deve ser o presidente Temer. Se ele decidir concorrer, é o candidato natural do PMDB” – Carlos Marun, ministro da Secretaria de Governo

Os gestos recentes de Temer são sintomáticos. No mínimo, mesmo que não seja o candidato, ele se torna o grande motor da própria sucessão. Em outubro, o presidente foi recebido em almoço pelos herdeiros de Roberto Marinho. No domingo 7, Temer se reuniu em São Paulo com o empresário Silvio Santos, e deixou acertadas gravações na TV e no programa do apresentador Ratinho, nas quais fará a defesa de sua administração e da reforma da Previdência. Se aprová-la, poderá pavimentar o seu projeto político. Qualquer que seja ele.

O tempo corre a favor de Temer. O presidente não precisa se desincompatibilizar do cargo em abril. Pode aguardar tranquilamente até as convenções em junho. E, se candidato, fará a campanha no exercício da Presidência. Apesar de toda cautela que cerca a reeleição, estrategistas do governo afirmam que tudo vai depender da reforma da Previdência. Em suas previsões, no caso de aprovação, haverá um cenário risonho para o governo, com inflacão sob controle, juros baixos mais investimentos, mais crescimento e mais empregos. Por conta de adiamento de aposentadoria haverá uma economia de R$ 4 bilhões. Se a reforma ratear, o cenário muda de ponta cabeça. A vitória no Congresso vai aplainar o caminho do candidato governista. E, certamente, poderá dar vida ao projeto de reeleição de Michel Temer, que está na política há mais de 40 anos e não veio a passeio.

Os próximos passos de Temer
1- Ganhar prestígio internacional com a sua plataforma de mudanças a ser apresentada em Davos, na Suíça, ao final do mês.

2- Articular apoios empresariais aos seus projetos de reformas

3- Arbitrar os interesses partidários para uma coalizão que siga unida na corrida presidencial em torno de uma única candidatura de centro.

Isto É

www.blogclaudiooliveira.com

Aqui você fica bem informado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

FAÇA UMA PESQUISA NO BLOGUE