[Notícias][6]

"JUSTIÇA"
"PREFEITÁVEL"
"Religião e Política"
´Polícia
2014
Ação Social
acidente
Advogado(s)
AGENDA DE HENRIQUE ALVES
AGENDA DOS CANDIDATOS
Agricultura
ANIVERSARIANTE DO DIA
Apodí
Aposentados
Aposentados...
Artísta
Artístas
Assalto(s)
Assu
Ator
Atriz
Bancos
Bancos/Financeiras
BELEZAS
BLO
Blogueiro
BRASIL
Brasília
Câmara dos Deputados
Câmara e Senado
CAMARA FEDERAL
CÂMARA FEDERAL
CÂMARA FEDERAL/SENADO FEDERAL
Câmara Municipal
CAMPANHA
Cantor
Cantora
cantores
Caraúbas
Carnaval
Celebridades
Chuva
Cidades
Ciência
Comunicação
Comunicado
Concurso Público
Congresso
Consumidor
CONVITE
COPA DO MUNDO/2014
Correios
CORRUPÇÃO
COTIDIANO
crime
Cultura
Curiosidades
Cursos
DADOS
Datas Comemorativas
Debate ao Governo
Debate Presidencial
Defesa Civil
DENÚNCIA
DEPUTADA FEDERAL
Deputado
Deputados Estaduais do RN
Dia a dia...
Dicas
Dilma
Drogas
Economia
Econômia
educação
Educadores
Eleições
Eleições 2014
Eleições 2014/RN
Eleições 2016
Eleições Municipais 2016
Eleições Municipais Segundo Turno
Eleições Presidencial
Eleições Suplementares
Emenda Parlamentar
Emprego
ENQUETE
Ensaio
Esporte
Estatísticas
Evento
EVENTOS
EX DEPUTADO
Ex governador
Ex Ministro
Ex Prefeito(a)
Ex presidente
Facebook
Famosos
Felipe Guerra
Feriados
FESTAS
Forró
Futebol
Gerais no RN
Governador
Governador do RN
Governadores
Governo
Governo do RN
Governo Federal
Greve
Henrique Alves
Humor
Humoristas
Impeachment
Incendio
Incêndio
Industria
Internet
Investigação
IPVA
itaú
ITAÚ/RN
Jogadores
Juiz(a)
JUS
Justiça
JUSTIÇA ELEITORAL
Leilão
Leis
LEVANTAMENTO
LEVANTAMENTO...
LGBT
LIGEIRINHAS...
Loteria
Martins
Médico
MENSALÃO
Ministro
Ministros
MMN
Mossoró
MP/RN
MPF
MPF/RN
MULTINÍVEL-MMN
Mundo
Mundo Animal
Natal
Natureza!
Nordeste
Nota de Esclarecimento.
Nota de Repúdio
Palestra
PATU
Pau dos ferros
Pesquisa
PIS/PASEP
Poder
Poder Legislativo Municipal
POL ROD ESTADUAL DO RN
POL TECNICA
POLICIA
polícia
POLICIA AMBIENTAL
POLÍCIA AMBIENTAL
Polícia Civil
Polícia Federal
Polícia Militar
POLICIA MILITAR DO RN
POLÍCIA ROD FEDERAL
POLÍCIAS
POLITICA
política
política do RN
Políticos
Políticos do rn
PREFEITÁVEIS
Prefeito
Prefeito(a)
Prefeitos
Prefeitura
Prefeituras
Presidenta
Presidente
Presidente da República
Presidente da República do Brasil
PRESIDENTE TEMER
Presídio
PRF
Processo Seletivo
Protesto
Protestos
Protestos...
PUBLICIDADES
Redes Sociais
Religião
Revista
Riacho da Cruz
Rodolfo Fernandes
Rosalba Ciarlini
Salário
Saúde
Saúde Pública
Seca
Secretário de Saúde
Secretário(a) de SPRN
Segurança Pública
Segurança Pública RN
Senado Federal
Senador
Senador(a)
Servidores do estado do RN
Servidores Federais
Servidores municipais
Severiano Melo
SOCIAL
STF
Taboleiro Grande
Tecnologia
Televisão
Trabalhador
Tragédia
Umarizal
vereador(a)
VEREADORES
Vestibular
Vice governador
Vice Presidente da República do Brasil
Vice-Prefeito(a)
VÍDEO
Violência

Mulher diz que matou filho recém-nascido degolado porque não tinha como sustentar

Resultado de imagem para Mãe degola filha recém nascida
Em Ponta Grossa no Paraná/PR, uma mulher,(mãe), se é que podemos chamar de Mãe, degola a própria filha recém nascida e durante a entrevista ela diz; “Eu não Tinha Como Sustentar, Por isso Matei". De maneira fria, ela conta como e porque cometeu esse crime bárbaro. Maria Geni Lourenço de Oliveira, de 41 anos, confessa que tirou a vida de sua filha de apenas 3 dias e ainda contou detalhes sobre o crime. A mulher foi encaminhada à 13ª SDP e revelou detalhes do crime. Segundo o relato, a criança (uma menina) nasceu no Hospital Evangélico, com 3,2 quilos.
A mãe e o bebê receberam alta dois dias depois, por volta das 13 horas, e foram para casa. Maria Geni disse que, assim que chegou à residência, começou a pensar em como iria se livrar da criança. Por volta da meia noite, quando a filha mais velha já dormia, ela levou o bebê para fora de casa, colocou-a sobre um toco de árvore que fica na parte dos fundos do terreno e utilizou uma faca de açougueiro para corta a cabeça do recém-nascido. A cabeça chegou a se desprender do corpo. A mãe então teria utilizado um saco plástico preto para recolher o cadáver e tentou escondê-lo sob uma montanha de telhas de eternit que existe no local. A Polícia foi avisada da situação através de uma denúncia anônima ao 190.




Os policiais chegaram à residência por volta das 14 horas e Maria Geni acabou confessando o crime e indicou o local onde estava o corpo. Em conversa com a equipe do DC, ela informou que fazia tratamento psicológico há quatro anos, com uso de medicamentos controlados. No entanto, durante a gestação, foi orientada a interromper o tratamento. Maria Geni tem mais um filho de 18 anos, que estaria trabalhando no momento do crime. Segundo ela, o pai do recém nascido seria um caminhoneiro, que não quis assumir a paternidade.
O bárbaro crime aconteceu em março de 2016, ela foi julgada em setembro de 2017 e condenada em júri popular ocorrido no Fórum Ponta Grossa, mas a prisão preventiva foi substituída por medida cautelar de internação provisória, sendo ela conduzida para tratamento psiquiátrico. A condenada foi encaminhada para ala de tratamento-psiquiatrico do Complexo Médico Penal de Curitiba e receberá tratamento durante pelo menos três anos. A internação pode se tornar definitiva, caso a perícia médica constate a necessidade.

JoãoMoacir/ÁguaBoaNews

www.blogclaudiooliveira.com

Aqui você fica bem informado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

FAÇA UMA PESQUISA NO BLOGUE