[Notícias][6]

Casais, até mesmo com filhos, estão mais satisfeitos com a vida sexual do que os solteiros; estudo sobre a vida sexual dos brasileiros ainda faz outras revelações

Pesquisa indica que a relação casual não é tão comum quanto se pensa e que os casados estão mais satisfeitos com a vida sexual do que os solteirosCom o objetivo de entender o quão satisfeitas as pessoas estão com suas vidas sexuais e como os aplicativos de relacionamento têm afetado as relações pessoais, a Viacom International Media Networks (VIMN) realizou um estudo chamado “Vamos Falar de Sexo”. A pesquisa, que trás um panorama da vida sexual dos brasileiros, aborda a questão da virgindade, do sexo casual e da frequência com que solteiros e casados fazem sexo.

Foto: shutterstock

A pesquisa contou com a participação de 12 mil pessoas, com idades entre 18 e 49 anos, de 21 países, incluindo o Brasil. O dado mais expressivo do estudo no geral é o de que 91% dos entrevistados afirmam gostar de sexo. Mas, para analisar os detalhes da vida sexual dos brasileiros , foi feito um recorte levando em consideração apenas as respostas nacionais.

A virgindade é mais comum do que se imagina

Segundo a pesquisa, 25% dos jovens de 18 a 24 anos são virgens. Pensando mundialmente, esse número sobe para 38%. A região Ásia-Pacífico que tem a maior concentração de jovens que não tiveram a primeira vez (84% na Malásia e Cingapura, 78% na Indonésia, 53% na Tailândia, 47% nas Filipinas). Nos Estados Unidos a virgindade também é algo comum, representando um índice de 53%.

Na faixa etária dos 25 aos 29 anos, apenas 11% dos adultos brasileiros são virgens, e a porcentagem cai para 4% na faixa etária de 30 a 39 anos e sobe para 5% na faixa de 40 a 49 anos. Considerando os demais países, as porcentagens sobem respectivamente para 18%, 9% e 6%.

Relacionamento sério versus sexo casual

De acordo com o levantamento, encontrar um parceiro parece estar complicado; os dados indicam que 31% dos jovens brasileiros de 18 a 24 anos não estão namorando atualmente, sendo que 22% nunca tiveram um relacionamento sério e 20% nunca tiveram uma relação casual. Mas por que? Segundo as conclusões do estudo, algo que impacta de forma relevante na vida amorosa de 53% dos entrevistados é o fato de muitos ainda morarem com os pais.

Considerando os adultos de 18 a 29 anos, menos da metade (39%) já teve a experiência casuais. Quando se trata dos parceiros com quem as pessoas mantêm relações casuais, 20% dos entrevistados contam que já tiveram uma experiência sexual sem compromisso com um colega de trabalho.

Paquerar pessoalmente versus apps de relacionamento

Entre os brasileiros que já fizeram sexo casual , de 18 a 29 anos, 96% conheceram a pessoa com quem se relacionaram pessoalmente e 48% utilizaram um site ou aplicativo de relacionamento para isso. Um detalhe que chama atenção, é que 21% dos homens da mesma faixa etária fizeram sexo casual com alguém que conheceram na igreja.

Dos casais que se conheceram em um aplicativo de relacionamento , apenas 12% dos homens e 5% das mulheres conseguiram transformar o encontro casual em um relacionamento sério. Quando o assunto é mandar “nudes”, algo comum nesses aplicativos, 24% dos adultos de 18 a 29 anos já enviaram fotos íntimas, enquanto 19% dos entrevistados entre 30 e 49 anos já fizeram o mesmo.

Os casais estão mais satisfeitos com a vida sexual do que os solteiros

O estudo sobre a vida sexual dos brasileiros também aponta que os casais estão mais satisfeitos com a frequência que fazem sexo comparado com os solteiros. Mesmo tendo filhos, 58% dos casais garantem que a quantidade de relações que possuem é o suficiente. Já entre os casais sem filhos, esse índice teve uma ligeira queda (55%). No geral, 80% dos casais brasileiros classificam a vida sexual como “boa”. Por outro lado, 60% dos solteiros classificam a vida sexual da mesma forma.

IG

www.blogclaudiooliveira.com

O seu portal de notícias!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

FAÇA UMA PESQUISA NO BLOGUE