[Notícias][6]

Eleições 2018: Robinson e vice enfrentam pedido de cassação de registros

O Ministério Público Eleitoral (MPE) representou contra o governador e candidato à reeleição Robinson Faria (PSD); o seu candidato a vice, Sebastião “Tião” Couto (PR); o secretário estadual de Assistência Social (SSETHAS), Francisco Vagner Gutemberg de Araújo; o assessor de Comunicação do Governo, Pedro Ratts de Ratis; e a Coligação Trabalho e Superação.
Eles são acusados de conduta vedada por se beneficiarem, irregularmente, do programa Segurança Alimentar, que engloba o Restaurante Popular, o Café do Trabalhador e o Sopa Cidadão.

O MP Eleitoral pediu, liminarmente, que a Justiça determine que os representados cessem o “uso oportunístico e promocional” do programa, com a retirada imediata das imagens e vídeos das redes sociais. No mérito, o pedido é pela cassação de registro de candidatura de Robinson Faria e Tião Couto, além do pagamento de multa e a decretação da inelegibilidade de ambos por oito anos.

Dos demais representados se requer o pagamento de multa.


A representação reforça que o MP Eleitoral não é contra a ampliação ou continuidade de programas sociais por qualquer gestor público, inclusive em ano eleitoral, mas pretende “combater práticas que, a pretexto de beneficiar a coletividade, estão impregnadas de interesses eleitoreiros que são capazes de promover, concretamente, grave desequilíbrio no cenário de disputa eleitoral entre os candidatos”.

Veja AQUI a íntegra da representação.
Do BlogCarlosSantos

www.blogclaudiooliveira.com

Aqui você fica bem informado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

FAÇA UMA PESQUISA NO BLOGUE