O general da reserva Augusto Heleno, anunciado como ministro de um eventual governo de Jair Bolsonaro, afirmou nesta quinta-feira (25) que teve acesso ao conteúdo de escutas telefônicas que comprovam a existência de uma ameaça terrorista contra o capitão reformado.Em vídeo, que foi divulgado nas redes sociais, ele disse que há também mensagens que corroboraram o plano e que “isso é absolutamente verídico”. Heleno, porém, se recusa a revelar a origem da documentação, com o argumento de que são informações sigilosas.

BG




0 Comentários