[Notícias][6]

APODI: TRISTE COM O DESTINO DAS NOSSAS GESTANTES .

Dra. Solange Noronha emite nota no seu Facebook sobre os atendimentos gratuitos que fazia na Maternidade Claudina Pinto em Apodi.

Cheguei em Apodi em Agosto de 1987, como médica, recém formada , no Hospital Hélio Morais Marinho. Iniciamos nossos trabalhos (Eu,Dr Lidio,Dra Marise, Dr Ivan,Dr Divanir,Dr Edson e outros..) Tinha uma Sala de Parto ,equipada e preparada,com Médicos 24 há por dia,todos os dias da Semana.Recebiamos Parturientes de Apodi e Região, tínhamos incubadoras e Pediatra (Dr Celio). Fomos premiados pela Secretaria de Estado como Hospital que oferecia ótimo atendimento Obstétrico ( Fazíamos o Pré Natal das pacientes Eu, Dra Marise e Dr Ivan) .Em um triste dia,vimos a retirada da Sala de Parto da nossa Unidade Hospitalar, passando os partos serem realizados na Maternidade ,com isso perdemos para Mossoró (Dr Lidio,Dr Divanir e Dr Ivan e Dra Marise impossibilitada de exercer a obstetrícia) Quando Diretora, no Governo Vilma,conseguimos Reformar ,Ampliar e equipar toda nossa Unidade Hospitalar, ficando o Hospital de Apodi, preparado para atendimento de Clínica médica e Cirúrgica ,com capacidade de suprir a população até 2030. Novamente, outra decepção, desperto com o rompimento do convênio entre Apami e Prefeitura (ordem Judicial??) ,acarretando o fechamento da Maternidade (local preparado ,estruturado e equipado para Obstetrícia, com investimentos da Prefeitura. Retornam com a Sala de Parto para o Hospital de Apodi ,desfazendo todo um investimento feito com o dinheiro público(tanto à nível Hospitalar como Apami) Decido trabalhar como Voluntária na Apami ,por não aceitar o fechamento daquela unidade,que tanto serviu as nossas Gestantes e Novamente sou Pega de Surpresa: Fizeram uma reunião escondida ,sem comunicar a todos os Sócios e nem a Equipe que se encontrava como Voluntários e elegem Kerenki, novamente com Presidente. SERÁ QUE APODÍ NÃO TEM UM FILHO QUE QUEIRA LUTAR POR NOSSAS GESTANTES???
Até quando vamos ter gastos públicos.
Não percebem que essa disputa política, só nos leva ao retrocesso.
Quantas gestantes deixaram de Parir em nossa cidade??
Deixei de atender na Maternidade por não concordar com o resultado da eleição e não perceber,vontade de luta dos que estão à frente da Apami.
Vou continuar fazendo meus atendimento, como sempre fiz e faço há 31 anos.
DESABAFO.

Fonte: Cassinho Morais

www.blogclaudiooliveira.com

O seu portal de notícias!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

FAÇA UMA PESQUISA NO BLOGUE