em entrevista à Jovem Pan, falou sobre o caso dos laranjas do PSL e garantiu que ninguém será poupado:

“Quando fui convidado por Bolsonaro, o que conversamos: ninguém seria poupado. Se surgissem casos de crime no âmbito do governo, isso seria apurado e não seria poupado ninguém. E isso foi passado para a Polícia Federal. Órgãos de investigação têm independência. O próprio presidente solicitou que esses episódios fossem devidamente apurados. O trabalho que tem que ser feito em relação a esse fato está sendo feito.”

O Antagonista e Jovem Pan

0 Comentários