Policiais e bombeiros militares aprovaram uma paralisação por tempo indeterminado a partir do dia 17 de junho. A assembleia aconteceu na tarde desta sexta-feira (31) no Clube Tiradentes, em Natal, mas a categoria já havia votado a questão em encontros em outras oito cidades do interior do Rio Grande do Norte.Entre as reivindicações estão o pagamento das folhas salariais em atraso, o pagamento das promoções já efetivadas, a efetivação das promoções referentes a 21 de abril, a atualização dos níveis remuneratórios. Como a pauta prioritária, a categoria discute a atualização salarial.

Assembleia da categoria aconteceu na tarde desta sexta-feira
Segundo a Associação dos Subtenentes e Sargentos PM e Bombeiros Militares (ASSPMBMRN), há cinco anos não há reajuste compatível com a inflação, o que gerou um déficit de 60,48% nos salários. De acordo com o subtenente Eliabe Marques, presidente da ASSPMBMRN, atualmente os militares do RN recebem o pior salários de início de carreira do país.
Representantes da categoria aguardam uma posição do governo sobre a pauta de reivindicações. Para o dia 17 de junho, foi marcada uma mobilização a partir das 8h em frente a sede da Governadoria, no Centro Administrativo.

Tribuna do Norte

0 Comentários