Reprodução

Após uma semana difícil, em que se tornou alvo de críticas por uma agressão a um torcedor após a final da Copa da França, Neymar ganhou um afago do técnico Thomas Tuchel. Em entrevista coletiva nesta sexta, o comandante do PSG falou sobre o momento vivido pelo camisa 10, indicando que ele “não está feliz”, e aproveitou para rasgar elogios ao comportamento do jogador no dia a dia.– Ele está triste, não está feliz neste momento. Este falatório ao redor tem grande influência sobre ele. Só posso dizer que conheci uma pessoa que é fácil criticar de fora, e quando você conhece ele internamente, no cara a cara, quando ele está aberto e há uma confiança, você conhece uma pessoa totalmente diferente do que a maioria das pessoas pensam de fora – disse Tuchel.

Neymar se viu envolvido em duas polêmicas depois da final da Copa da França, quando o PSG foi derrotado pelo Rennes nos pênaltis. O camisa 10 fez críticas aos jovens do elenco na zona mista do Stade de France e depois viu viralizar um vídeo em que aparece agredindo um torcedor que estava nas arquibancadas e o provocou quando subia para receber a premiação pelo vice-campeonato.

O assunto logo ganhou força, e o brasileiro usou as redes sociais para dizer que “não tem sangue de barata”. A agressão ainda pode render a Neymar uma punição por parte da Federação Francesa de Futebol (FFF), que anunciou nesta sexta que analisará o caso. Diante de tal bola de neve, Tuchel pediu que o grande astro do time mostre quem é no dia a dia a partir de agora.

– É difícil, mas se for possível, ele deve mostrar a todos de fora a pessoa que ele realmente é. Ele não fala com muita gente, do jeito que ele é. É fácil culpá-lo, é fácil falar mal dele. Sabemos que (a agressão) foi uma reação que não queríamos, claro. Não combina com ele, não é do nosso time. Foi um grande erro.

“Mas ao mesmo tempo, quero dizer que desejo que ele possa mostrar quem ele é no vestiário, quando está aberto, frente a frente. Seria ótimo, porque ele é um cara fantástico, um cara legal”, comentou o técnico.

Globo Esporte

0 Comentários