O duplo homicídio, com características de latrocínio, “roubo seguido de morte” aconteceu pouco antes das 03h da madrugada de hoje, 26 de junho numa Rua Projetada no Loteamento Royal Ville, região do Nova Mossoró. Jackson Diogo de Araújo Soares, 26 anos de idade e Maria Andreza de Moura Macedo, sua esposa de apenas 18 anos, foram mortos a tiros dentro do quarto do casa. Jackson levou 06 tiros e seu corpo foi encontrado embaixo de uma cama. Andreza, levou 02 tiros e o corpo foi encontrado ao lado da cama.

A policia militar foi acionada através da Central de Operações e teve que forçar a única porta de acesso a residência, que estava fechada. Dentro de casa, que estava toda revirada, os corpos do casal.

A policia recebeu informações que Jackson havia vendido um bem da família e tinha confidenciado a amigos que estava com cerca de 40 mil reais em casa, o que pode ter motivado o duplo assassinato. O Delegado de Plantão, Evandro Luiz recebeu informações de familiares, que a informação da venda procede, mas Jackson havia depositado parte do dinheiro num banco.

Dr Evandro não descarta a possibilidade de crime de latrocínio. Acredita que os matadores são pessoas próximas do casal, e ainda não descarta a possibilidade das vitimas terem aberto a porta da casa para os matadores, já que nada foi arrombado.

Familiares que estavam no local informaram a policia que o casal era usuário de drogas, mas não tinham passagem pelo sistema prisional.

Em contato com a reportagem do Câmera a equipe da perita criminal Emanuelle Pinheiro informou que encontrou o quarto do casa totalmente revirado, mas as vias de acesso a casa, não apresentavam sinais de violação.

Depois dos procedimentos realizados no local os corpos de Jackson Diogo e Andreza de Moura foram removidos para exames no Instituto de Medicina Legal do Itep em Mossoró.

Do Câmera

0 Comentários