A Folha de S.Paulo deste domingo(9) destaca o racha no PSL em âmbito nacional e situa caso a caso, dedicando atenção especial ao Rio Grande do Norte.A matéria do jornal abre aspas para queixas do deputado estadual Coronel Azevedo e o vereador Cícero Martins.

Segue trecho da matéria:
As queixas são semelhantes no Rio Grande do Norte, onde o deputado estadual Coronel André Azevedo deixou o partido e o vereador em Natal Cícero Martins promete tomar o mesmo caminho.


Martins diz que o PSL potiguar vive um cenário de “ditadura partidária” e compara o diretório local do partido a um quartel.


“Eles agem como se estivessem no Exército, com decisões de cima para baixo. Sou uma pessoa democrática, que quer ser ouvida. Esse negócio de bater continência e dizer ‘sim senhor’ não é para mim”, afirma o vereador.

De TalesVale

0 Comentários