Reforma da Previdência Foto: Pixabay

Benefício máximo virá após 35 anos de contribuição, contra 40 para eles. Homens ganham direito de pedir aposentadoria antesA concessão feita à bancada feminina da Câmara dos Deputados para aprovar a reforma da Previdência vai permitir às mulheres anteciparem a aposentadoria integral em cinco anos em relação ao texto original enviado pelo governo. E, também, cinco anos antes que os homens.

Com a modificação, elas passam a ter direito a esse benefício com 35 anos de contribuição e não precisarão mais trabalhar por 40 anos.

Isso será possível por causa de uma da mudança na regra de cálculo da aposentadoria das mulheres, que será de 60% sobre a média das contribuições já a partir de 15 anos de contribuição, com acréscimo de 2% por cada ano a mais na ativa. Chegando, assim, ao valor integral aos 35 anos de contribuição.

No relatório da reforma aprovado na Comissão Especial, esse ganho adicional só seria possível a partir dos 20 anos de contribuição, com o benefício pelo valor máximo chegando após contribuir por 40 anos.

Mas, para pedir aposentadoria, as mulheres continuarão tendo que cumprir a idade mínima de 62 anos ou os critérios previstos nas regras de transição.

Por Geralda Doca e Manoel Ventura / O Globo

0 Comentários