O dólar operou em baixa ao longo desta sexta-feira, 12, refletindo as expectativas de que o Federal Reserve (Fed, o banco central americano) deve realizar cortes nas taxas básicas de juros dos Estados Unidos já na próxima reunião de política monetária, marcada para 31 de julho.Próximo ao horário de fechamento das bolsas de Nova York, o dólar recuava para 107,86 ienes, enquanto o euro avançava a US$ 1,1273 e a libra tinha ganho a US$ 1,2572. O índice DXY, que mede a força da moeda americana contra uma cesta de outras seis divisas fortes, fechou em baixa de 0,25%, a 96,810 pontos. Na comparação semanal, a queda foi de 0,49%.

O mercado segue com expectativas de que o Fed cortará juros. Para além de estimular a economia americana, a adoção de uma política monetária mais acomodatícia teria como efeito, também, a depreciação do dólar, o que já está sendo antecipada por investidores.

Já a lira turca recuou nesta sexta-feira ante o dólar, após a notícia de que o governo local já começou a receber um sistema antimísseis da Rússia, medida criticada pelos EUA, que já ameaçam impor sanções à Turquia por conta disso. Próximo ao horário de fechamento em Nova York, o dólar avançava a 5,7185 liras turcas.

A consultoria Capital Economics acredita que os preços do petróleo devem cair no segundo semestre do ano, apesar das tensões do Golfo Pérsico. Com isso, a expectativa é que o dólar canadense deve se depreciar. No entanto, hoje, perto do horário de fechamento em Nova York nesta sexta-feira, o dólar recuava a 1,3035 dólares canadenses.

Estadão Conteúdo

0 Comentários