FOTO PEDRO LADEIRA / FOLHAPRESS

O presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) quebrou o protocolo, neste sábado (7), durante o desfile cívico-militar do Dia da Independência, em Brasília, descendo do palanque ao lado de Sérgio Moro (Justiça) e outros auxiliares para cumprimentar a multidão nas arquibancadas.Ele parecia fazer questão de manter Moro ao seu lado, como uma forma de desautorizar as fofocas sobre “crise” no relacionamento entre eles. É o primeiro desfile de 7 de Setembro desde a sua posse à frente do Palácio do Planalto.

Algumas das principais autoridades do País estiveram no palanque ao lado de Bolsonaro, como o governador anfitrião, Ibaneis Rocha (MDB), o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), além de ministros e convidados especiais como o bispo Edir Macedo, controlador da Rede Record, Sílvio Santos (SBT), Marcelo de Carvalho (Rede TV) e líderes de igrejas evangélicas como RR Soares.

A celebração dos 197 anos da Proclamação da Independência do Brasil iniciou às 9h e conta com 4,5 mil pessoas participando do desfile cívico-militar, com previsão de encerrar às 11h, na Esplanada dos Ministérios, em Brasília (DF).

Também acompanharam Bolsonaro os ministros da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, e Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Heleno.

DIÁRIO DO PODER

0 Comentários