Crédito da foto: CBM/RNSegundo o Governo do RN, mais de 200 pessoas estão envolvidas na força-tarefa
A força-tarefa do Corpo de Bombeiros montada para combater o incêndio na Serra do Lima, em Patu conseguiu debelar mais focos de incêndio durante a madrugada desta sexta-feira. O trabalho se concentrou na abertura de estradas e mapeamento aéreo da área no intuito de chegar mais próximo dos focos mais difíceis.Segundo a assessoria de comunicação do órgão, a Serra amanheceu apenas com sinais de fumaça, resultado do combate intenso de ontem. 'Os tocos de algumas árvores ainda estão esfriando, e fazendo fumaça. Montamos equipes para monitorar e neutralizar todas as ameaças', disse o comandante do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte, Coronel Monteiro Júnior".



Segundo o Governo do RN, mais de 200 pessoas estão envolvidas na força-tarefa, entre bombeiros e voluntários. Na tarde da última quinta-feira, 19, a governadora Fátima Bezerra “autorizou o incremento de mais diárias operacionais para garantir o reforço no local até o total controle do incêndio.”

O combate ao fogo iniciou-se na Serra do Lima na última segunda-feira (16), por volta das 15h, com equipes do Corpo de Bombeiros das cidades de Pau dos Ferros e Caicó. Mais de 40 militares da capital e de Mossoró foram enviados para somar na força-tarefa junto aos voluntários.

Ainda não se sabe o que causou o incêndio e ainda não é possível dimensionar a área atingida. Até o momento, no entanto, não há relato de vítimas nem de danos em edificações.


Nota do Corpo de Bombeiros sobre a situação atual na Serra do Lima, em Patu/RN

"Durante a madrugada desta sexta-feira (20) a força-tarefa montada para combater o incêndio na Serra do Lima, em Patu, conseguiu debelar mais focos de incêndios. O trabalho do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte (CBMRN) se concentrou na aberturas de estradas e mapeamento aéreo da área no intuito de chegar mais próximo dos focos mais difíceis.

A Serra amanheceu apenas com sinais de fumaça, resultado do combate intenso de ontem. 'Os tocos de algumas árvores ainda estão esfriando, e fazendo fumaça. Montamos equipes para monitorar e neutralizar todas as ameaças', disse o comandante do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Norte, Coronel Monteiro Júnior".

Do De Fato

0 Comentários