Após publicação de assessor especial da Presidência, Joice Hasselmann diz que só respeita os “viados” assumidos. “Os que se escondem no conservadorismo não merecem respeito. Frouxo é frouxo, não importa o posto que tenha”. Olavista Filipe Martins é considerado o braço direito de Jair Bolsonaro no governo
Filipe Martins e Joice Hassselmann

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP), ex-líder do governo no Congresso, atacou o assessor especial da Presidência, Filipe Martins, após ele fazer uma publicação sobre Eduardo Bolsonaro.

Martins afirmou que o Zero Três é o “líder natural” do partido e disse que a decisão foi uma “escolha”, não um “eco”. “El macho man…macho, macho man”, ironizou a parlamentar, em resposta ao assessor. Um pouco depois, Joice o chamou “frouxo”.

Joice publicou em sua conta pessoal que respeita os “viados” assumidos. “Os que se escondem no conservadorismo, fazem pinta de machões, escondidos em suas pseudos canetas e ficam mandando indiretas como se fosse ‘machos’ não merecem meu respeito”, ironizou — uma indireta a Martins.

“Frouxo é frouxo, não importa o posto que tenha”, completou a parlamentar. A resposta de Joice causou repercussões negativas com apoiadores do PSL nas redes sociais. O seu nome entrou nos trending topics do Twitter na manhã desta quinta-feira, 17.

A frase publicada por Martins (“A choice, not an echo”) é o título de um livro norte-americano de uma escritora conservadora que narra a disputa dentro do partido republicano.

Alguns seguidores do assessor ironizaram a resposta afiada da parlamentar e fizeram brincadeiras pela semelhança fonética da palavra “choice” (“escolha”) e Joice. “A Joice não é um eco”, escreveu um usuário. “A choice, not a Joice”, ironizou outro.

A discussão começou após a publicação de Martins sobre o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). O assessor especial afirmou que um requerimento para que ele se torne o “líder de fato” do partido foi assinado por 27 deputados federais.

“O PSL e a sua bancada precisam de um líder capaz de conduzi-los em consonância com os anseios populares. O PSL tem tudo para se tornar o grande partido conservador de que o Brasil tanto precisa”, escreveu Martins.
Joice destituída

Filipe Martins é aluno de Olavo de Carvalho e fiel escudeiro de Bolsonaro. Após a discussão com o rapaz, Joice Hasselmann acabou destituída do cargo de líder do governo no Congresso Nacional.

Joice caiu atirando. Em entrevista ao colunista Chico Alves, do portal UOL, a parlamentar aponta o que, segundo ela, “todo mundo sabe”, numa referência ao que chamou de “milícia virtual”.

“São pessoas interligadas em todo Brasil, algumas recebendo para isso e outras não. Muitos robôs. Já sabia e não estou nem aí para isso”, denunciou. Antes ferrenha bolsonarista, Joice não poupou críticas ao presidente. “Tem uma inteligência emocional de -20, não é nem zero”, disse.

“Toquei toda a liderança do Congresso e da Câmara, porque o líder da Câmara [Major Vitor Hugo], todo mundo sabe, coitado, é um nada. Todo mundo sabe que as derrotas que o governo teve na Câmara foi por causa desse menino. Entreguei a reforma da Previdência, o PLN que deu ao presidente Jair Bolsonaro R$ 248 bilhões e livrou o presidente do impeachment. Saio com meu dever cumprido”, completou.

pragmatismopolitico

0 Comentários