Após prestar depoimento ao Ministério Público Federal (MPF) em Pernambuco, na última sexta-feira (7), em inquérito sigiloso que investigaria o PSB, o irmão do ex-governador Eduardo Campos, Antônio Campos, relatou ter recebido ameaças contra sua vida e integridade física, ao pedir nesta terça-feira (11) proteção à Polícia Federal (PF) e o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro.“Estão tentando me intimidar como testemunha”, disse o advogado, escritor e presidente da Fundação Joaquim Nabuco (Fundaj), ao revelar ter recebido “mensagens estranhas”, em entrevista ao Blog de Jamildo.

Conhecido como Tonca em Pernambuco, o irmão de Eduardo Campos trava uma guerra familiar contra seu sobrinho, o deputado federal e pré-candidato a prefeito de Recife (PE) João Campos (PSB-PE). E relatou nos requerimentos que as ameaças surgiram, após atender à convocação da Procuradoria da República em Pernambuco, e depor durante mais de duas horas, como testemunha no inquérito.

0 Comentários