Imagem: reprodução

A MP Pró-Sociedade, que reúne procuradores conservadores do Ministério Público, pediu ao Supremo que destine os R$ 2 bilhões do fundo eleitoral de 2020 para o combate ao novo coronavírus.“Esse próprio Supremo Tribunal Federal reconheceu o grave risco para a saúde da população brasileira causado pela pandemia”, diz o pedido, citando portaria de Dias Toffoli que restringiu atividades presenciais no CNJ.

O pedido foi feito dentro de uma ação que pede a extinção do fundo eleitoral, sob relatoria da ministra Rosa Weber, presidente do TSE.

O Antagonista

0 Comentários